Neuropsicologia
Você já se perguntou:
Se o neurodesenvolvimento e o comportamento do seu filho estão dentro do esperado para sua faixa etária?
Se o seu familiar adulto ou idoso está apresentando dificuldades na vida diária que não eram observadas anteriormente?
Se as queixas de memória, atenção, de comportamento, entre outras, são questões comuns à idade ou se necessitam de atenção clínica?

A neuropsicologia, através da avaliação neuropsicológica, é uma área que auxilia na investigação destas perguntas, sendo recomendada quando há suspeita de dificuldades cognitivas e alterações comportamentais.

A avaliação neuropsicológica permite perceber se a cognição – inteligência, atenção, memória, linguagem e habilidades de construir, manipular, organizar e adaptar objetos para um determinado fim;se as funções executivas e a percepção; e se o comportamento estão dentro da variação esperada ou se necessitam de atenção clínica.

Entre as principais aplicações da avaliação neuropsicológica na prática clínica estão:
a) auxílio no diagnóstico diferencial entre quadros que apresentam sintomas semelhantes ou passíveis de serem confundidos;
b) auxílio na orientação para o tratamento uma vez que ao delimitar as áreas de disfunção, contribui para a escolha ou mudanças no tratamento;
c) auxílio no prognóstico ao fornecer subsídios para prever o que esperar quanto à evolução do paciente;
d) auxílio para o planejamento de rotinas de reabilitação e possíveis alterações no dia a dia.

A avaliação é realizada através do uso de entrevistas clínicas, de testes e escalas padronizadas e validados para a prática clínica, sendo possível comparar o desempenho do paciente com pessoas da mesma faixa etária. Os resultados obtidos durante este processo irão fornecer áreas cognitivas, psicológicas e/ ou comportamentais afetadas nos pacientes. Desta forma a avaliação neuropsicológica irá auxiliar na elaboração de diagnósticos diferenciais, assim como na orientação para as intervenções que se façam necessárias.

Sabe quando a avaliação neuropsicológica infanto-juvenil é recomendada?
A avaliação neuropsicológica infanto-juvenil é recomendada em casos de:
suspeita de transtorno específico de aprendizagem (por exemplo: dislexia, discalculia),
suspeita ou confirmação de epilepsia, hidrocefalia,
suspeita de transtornos do neurodesenvolvimento (Deficiência Intelectual, Transtorno de Déficit de Atenção/ Hiperatividade).

E quando a avaliação Neuropsicológica é recomendada para adultos e idosos?
A avaliação neuropsicológica para adultos e idosos é recomendada quando são percebidas alterações comportamentais, dificuldades cognitivas (queixas de memória, atenção, linguagem, funções executivas, visioconstrução) e de desempenho ocupacional e nas atividades de vida diária que não eram observadas anteriormente.

Rafaela Ávila - Neuropsicóloga