Artigo - COMO MOTIVAR SEU FILHO A ESTUDAR?
É comum ouvir os pais reclamarem do desempenho escolar dos filhos. “Como fazer para motivá-los?”, queixam-se eles. Estudar não é tarefa fácil, pois exige concentração, dedicação e não admite muita distração. Deve ser um hábito que se aprende, que se adquire. Exige método, estratégia.

Mas para isso uma importante característica se faz necessária: a MOTIVAÇÃO.

Embora cada estudante procure motivações diferentes e pessoais, é possível criar estímulos específicos.
Há os que se motivam sozinhos.
Estes mostram naturalmente grande otimismo.
Porém, para outros alunos, o incentivo do professor é essencial.
Funciona assim:
Ao sentirem o entusiasmo e o interesse do professor (que, não raro, torna-se um verdadeiro colega), os alunos passam a admirá-lo e então percebem um ótimo motivo para fazer os deveres e estudar para as provas.

Mas há ainda uma outra fonte de motivação: OS PAIS.

Quando os filhos querem agradar aos pais (ou a quaisquer familiares de confiança), eles se esforçam para obter bons resultados.
Dessa forma, cabe aos pais mostrar maior ou menor competência, a fim de motivarem seus filhos a melhorar o desemprenho escolar.
Mas como fazer isso?
Eis algumas sugestões para os pais:
Mostre interesse, pergunte sobre as aulas e sobre a convivência na escola;
Conte a ele também sobre suas próprias atividades, conquistas e dificuldades;
Procure ajudá-lo sempre que necessário, mas não faça as tarefas dele. Apenas transmita confiança e resolva detalhes que ele desconhece;
Faça uso de recompensas e punições equilibradas. O simples ato de parabenizá-lo, já traz bastante incentivo;
Ajude-o a criar um ambiente favorável para estudar: limpo, organizado e silencioso;
Envolva-se moderadamente a fim de não parecer intrometido;
Negocie quanto tempo, qual o melhor local e horário de estudo, além da ordem de prioridades das tarefas que ele precisa realizar;
Por fim, freqüente reuniões escolares, converse com professores e com outros pais, leia e se atualize. Afinal, ninguém nasce sabendo.

Ser pai e mãe também é um constante aprendizado
Clarice Ribeiro Climaco
Psicóloga Clínica - CRP 04/5423
Acompanhar Jaraguá