Artigo - COMO EVITAR CONFLITOS COM SEU FILHO ADOLESCENTE
Acha seu filho adolescente muito desafiador?

Consegue se lembrar como tudo começou?

Quando ele deixou de ser o filho chiclete para se tornar o filho que agora quer ficar sozinho?

Saiba que esse comportamento desafiador não apareceu da noite para o dia.

Digamos que esse comportamento desafiador“floresce”, com o tempo.

São aquelas lembranças que você têm da birra do seu filho de 8 anos, que diz que vai passar...
A lembrança da sua filha de 10 que começou a responder depois que fez,“certas amizades”...
Mas com o passar do tempo... esses comportamentos começaram a te incomodar mais, certo?

Analise o que fez com que esses comportamentos aparecessem.
Como seu filho era quando criança?
Quando se lembra dos primeiros comportamentos desafiadores?

O comportamento desafiador só permanece, caso ele seja reforçado de alguma maneira. O que o seu filho tem “ganhado” ao te desafiar?
Um exemplo:
Você pede que seu filho coloque o lixo para fora aos sábados de manhã e ele responde:
- Um minuto!!!!!
E assim, se vão 30 minutos.
Você pede mais uma vez e escuta:
- Um minutooooo!!!!!
Até que você desiste! Afinal, a hora do lixeiro vai passar e você não pode deixar o lixo dentro de casa o fim de semana todo.
- Pode deixar!!! _ Você diz.
Levanta-se e leva o lixo para fora
Pronto!!!! Comportamento reforçado! Objetivo alcançado!!! E assim começam os aprendizados das crianças que se estendem pela adolescência.

E ai, o tempo passa e começam a aparecer as respostas mais grosseiras, as brigas intermináveis entre você e o, agora,“aborrescente”!
Mas fique atento caso verifique, com suas lembranças, se esse comportamento desafiador não apareceu de forma repentina.

Alguns fatores como bullying, abuso sexual, ou início de abuso de drogas, são alguns exemplos de fatores externos que podem influenciar o surgimento abrupto de um comportamento desafiador.

Sei que t esgotados talvez você já esteja esgotado emocionalmente, o que faz com que, muitas vezes, desista de resolver o problema.
É nesse momento, que você se sentem numa armadilha sem saída,no convívio com o adolescente.
Mas fique tranquilo, existe uma saída!
Não será fácil!!!
Mas existe.

Realmente não é fácil, mas se estiver disposto a entrar de cabeça nessas novas formas de se relacionar com seu filho, terá sucesso e um convívio mais harmônico com seu filho, que tanto ama.
Está disposto a parar de ceder?
Está disposto a não mais recorrer a raiva e a ameaças vazias?
Está disposto a não usar de força?
Reflita sobre essas duas perguntas.
Pegue uma folha de papel e anote. Uma de cada vez.
Como você se vê como pai?
Como você gostaria de ser visto como pai pelo seu filho?

Depois desse exercício reflita sobre as estratégias que pode fazer para ser o melhor pai para o seu filho.
Esse exercício parece simples, mas se feito com empenho pode fazer você refletir sobre muitas questões que te ajudarão a ser o pai que você deseja que seu filho se lembre... Espero ter te ajudado um pouquinho... pois sabemos que entrar na Adolescência não é fácil!

Mas é possível passar por essas novas descobertas de forma mais tranquila aprendendo a se conhecer melhor.

Se quiser aprofundar mais neste assunto, mande um e-mail com suas dúvidas.
Também adoraria receber outras sugestões de temas.

Sou, Renata Lott, psicóloga, coach e empreendedora, com mais de quinze anos de experiência em ajudar adolescentes e jovens a vivenciarem suas novas descobertas através do processo de autoconhecimento e desenvolvimento emocional.
Ajudando-os a desenvolver novas habilidades de lidar com o ambiente ao seu redor e orientando aos pais nessa jornada.
Coaching Psychologist pela Academia do Psicólogo.
Especialista em Gestão de Negócios pela FDC. MBA em Consultoria Interna, pelo BI International.
Curso de Inovação - Berkeley, Califórnia USA.
Formanda em ACT (Terapia de Aceitação e Compromisso) pelo BHDP.