Artigo - A educação que tem dado ao seu filho é a que planejou para ele?
Quando você estava com seu bebezinho protegido e confortável em seu ventre, quantos sonhos e promessas fez a ele?
Hoje, você percebe que o dia passa correndo e ao menos tem tempo de pensar no que está fazendo para realizar aqueles sonhos e cumprir as suas promessas?
Você olha para seu filho e se pergunta porque a educação que tem dado a ele está tão distante da que planejou?
Tudo que você faz no dia, faz na correria, no impulso, no piloto automático, ou você consegue imprimir nas suas ações a atenção aos fatos, às suas intenções, aos seus valores?

Educar os filhos é estar atento ao que você faz, ao modo como gostaria que ele percebesse suas ações e a maneira como seu filho realmente as percebe.
É criar situações para que você possa admirá-lo com as etapas do aprendizadodele. É poder moldar comportamentos desagradáveis para que eles possam ser substituídos por aqueles que farão seu filho mais feliz, mais autônomo e mais realizado.
É construir com ele regras que o ajudarão a perceber como funciona o mundo e a viver neste mundo com senso crítico, com responsabilidade e com pertencimento.
Uma educação consciente é perceber que você é o modelo, é a regra, é o mediador!

E se eu dissesse que educar com consciência é educar com prazer, com leveza, com alegria?

Se você está percebendo que as melhores alegrias de ser mãe/pai estão passando, se tem brigado muito, zangado muito e corrido muito, e em contrapartida tem brincado pouco, tem curtido pouco, tem se alegrado pouco, traga o seu filho para pertinho de você e conte a ele os seus sonhos e ouça os sonhos deles para juntos se sentirem realizados.

Espero tê-los ajudado a compreender um pouco mais sobre este universo infantil e suas emoções.
Foi uma pincelada, se quiser aprofundar mais neste assunto, mande um e-mail com suas dúvidas.
Também adoraria receber outras sugestões de temas.

Sou, Maria Fernanda Maia, psicóloga, atuo há mais de quinze anos com crianças, seus cuidadores e a escola.
Faço o convite para termos um olhar mais atento e carinhoso sobre esta fase e, desta forma, ajudar a criança a enfrentar seus medos, dificuldades e frustrações permitindo a ela uma percepção de si e do mundo mais saudável e feliz.
Atuo na construção de um ambiente familiar que permita uma relação de intimidade e de afeto que são base para o enfrentamento das exigências do mundo.
Especialista em Psicopedagogia, Neurociência e Análise do Comportamento.
Estudiosa das Terapias baseadas em Mindfulness e ACT - Terapia da Aceitação e Compromisso.